top of page
Buscar

Tendências Tecnológicas no Direito



Nos últimos anos, a aplicação de tecnologia  no Direito tem desencadeado uma revolução silenciosa, alterando significativamente a maneira como os processos legais são conduzidos. A rapidez, a agilidade e a precisão são benefícios expressivos gerados a partir dessas mudanças.


Neste artigo, vamos explorar tendências  que já mudaram e ainda vão mudar bastante o dia a dia do setor, impulsionando a eficiência, a transparência e o acesso à justiça.


Inteligência Artificial e jurimetria


A Inteligência Artificial (IA) e a jurimetria têm se tornado aliadas poderosas no campo jurídico. Sistemas avançados de IA são empregados para analisar jurisprudências extensas, prever decisões judiciais e otimizar processos legais.


Algoritmos sofisticados, baseados em machine learning (aprendizado de máquina, em português), não apenas reduzem o tempo necessário para pesquisa, como também contribuem para um maior embasamento. Assim, fica estabelecido um alinhamento muito consistente entre o judiciário com essas novidades da era digital.


Um exemplo de jurimetria já pode ser conferido no Legal One Analytics, da Thomson Reuters. O sistema integra as mais avançadas soluções de análise de dados em conjunto com a inteligência jurídica, proporcionando eficiência no gerenciamento do seu escritório de advocacia, por exemplo.


Automatização de processos judiciais


A automatização está desempenhando um papel fundamental no aumento de agilidade de tarefas rotineiras. Ela atua em diversas frentes, desde o preenchimento de formulários até o agendamento de reuniões e a gestão de documentos.


Ao lidar com essas atribuições, os sistemas automatizados são bastante úteis para liberar profissionais jurídicos para se concentrarem em atividades que são estratégicas. Assim, aumentam significativamente a eficiência operacional de escritórios de advocacia e departamentos jurídicos.


Tribunais virtuais e audiências online


A crescente adoção de tribunais virtuais e audiências online representa uma transformação na prática jurídica. É algo que não apenas economiza tempo e recursos, mas também proporciona um acesso mais fácil à justiça. Isso porque diminui barreiras geográficas e simplifica o comparecimento de partes envolvidas.


Blockchain e segurança de dados


A tecnologia blockchain é cada vez mais empregada no mundo jurídico para dar mais segurança a registros judiciais e documentos sensíveis.


Ao criar um sistema descentralizado e imutável, esse recurso fortalece a integridade dos dados, reduzindo riscos de manipulação e aumentando a confiança nas informações apresentadas em tribunais.


Junto aos smart contracts, o blockchain está gerando um verdadeiro big bang na advocacia.


Acesso à justiça digital


Iniciativas para tornar o acesso à justiça mais inclusivo estão se multiplicando. Plataformas digitais e assistência jurídica online estão oferecendo recursos acessíveis para aqueles que de outra forma enfrentariam desafios na obtenção de serviços jurídicos.


Privacidade de dados e ética jurídica


A digitalização do sistema judiciário levanta questões éticas e desafios relacionados à privacidade de dados. É essencial enfrentar essas preocupações para assegurar que a tecnologia seja implementada de maneira responsável, mantendo a confiança do público no sistema judicial.


Capacitação de profissionais jurídicos


Advogados e juízes estão se adaptando às novas tecnologias, adquirindo as habilidades necessárias para aproveitar ao máximo essas ferramentas inovadoras.


Nesse sentido, a importância da educação continuada conquista destaque, pois é essencial para que profissionais jurídicos permaneçam aptos a lidar com um ambiente em constante evolução.


Para se ter uma ideia da revolução que o Direito vive no momento, uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas em parceria com a Thomson Reuters destaca o surgimento de novas áreas e serviços nesse segmento, que refletem as novas demandas dos clientes e as possibilidades oferecidas pela tecnologia.


O estudo aponta que essa foi uma realidade em aproximadamente metade dos escritórios (52%) nos últimos cinco anos, sendo frequente nos escritórios maiores – com 90% das respostas positivas.


Para lidar com todas essas novidades, não se pode abrir mão da atualização constante.


Monitoramento eletrônico e sentenças alternativas


Na atualidade, a tecnologia desempenha um papel importante no monitoramento eletrônico e na supervisão de indivíduos em regimes de pena alternativa.


Os sistemas desenvolvidos para essa atividade proporcionam uma abordagem eficaz e humanitária em comparação com métodos tradicionais, permitindo uma reintegração suave à sociedade.


Realidade virtual e reconstituições digitais


O uso de tecnologias de Realidade Virtual (RV) para recriar cenas de crime e apresentar evidências visuais em tribunal está revolucionando a forma como os casos são apresentados.


O futuro do Poder Judiciário está na transformação digital. É possível afirmar que se trata de um caminho sem volta, pois a tecnologia já se tornou uma aliada fundamental na busca por uma justiça eficiente, transparente e acessível.


À medida que esse tipo de tendência no Poder Judiciário se mostra promissora e continua a se desenvolver, a promessa de uma justiça conectada parece mais próxima do que nunca.


Este é um capítulo importante na evolução do sistema jurídico, que vem se adaptando para ser ágil e alinhado com as demandas do século XXI.


Texto retirado do site da Thomson Reuters

bottom of page